Visitas: 52888158 - Online: 129

Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017

Ultrasonografia
LEO





06/11/2009 11:50:59
      
DEU NA FOLHA DE SÃO PAULO: EXPEDITO PODE VIRAR GOVERNADOR-TAMPÃO

O jornal Folha de São Paulo publicou, na seção “Painel” desta sexta-feira, que o senador Expedito Júnior (PSDB), que ontem deixou o cargo por decisão do STF, pode concorrer às eleições indiretas a serem realizadas em Rondônia caso o governador Ivo Cassol (PP) também seja penalizado com a perda do mandato.

De acordo com o diário paulista, aliados de Expedito Júnior articulam para que ele concorra ao governo do Estado para um mandato-tampão. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) julgará o caso envolvendo Cassol na próxima semana. Segundo a coluna da FSP, o governador tem o apoio de quase todos os 24 deputados que escolheriam seu eventual sucessor no governo.

A Folha informa ainda que os senadores tucanos se dividiram ontem sobre o caso de Expedito. Uma ala ponderou que ele ajudou a derrubar a CPMF e é o favorito nas pesquisas para o governo do Estado.

Já a outra reclamou que a principal sondagem em que ele aparece em primeiro lugar na disputa foi encampada pelo \"Voz de Rondônia\". A título de divulgação do mandato, o site-agência recebia do gabinete de Expedito R$ 6.000, mensalmente, da verba indenizatória.

O site www.folhadosulonline.com.br acompanhou ao vivo, pela TV Justiça, o julgamento de outros governadores afastados (Paraíba, Maranhão e Tocantins) e testemunhou que a decisão do TSE impede a participação de qualquer envolvido no processo que resultou na condenação no novo pleito. A repetir seu entendimento no caso rondoniense, os ministros vetariam a candidatura de Expedito, já que ele estaria  implicado na eventual condenação de Cassol. O governador é acusado de se beneficiar do suposto esquema montado por Expedito para “comprar votos” nas eleições de 2.006. Até adversários locais do governador duvidam de sua participação no crime eleitoral. É o caso do ex-governador e atual senador Valdir Raupp (PMDB), que em entrevista ao site disse não enxergar as digitais do adversário no esquema. Já a Justiça Eleitoral, em duas instâncias, já demonstrou que está convencida da participação de Cassol na operação ilegal de “captação de sufrágios”.



Fonte: FSP
Autor: Dimas Ferreira


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871