Visitas: 61459197 - Online: 122

Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018

CLARETIANO
Rondocap

31/07/2014 11:15:19
      
Diretor e “falta de barbante” teriam motivado rebelião no presídio de Vilhena


Não poderiam ser mais fúteis os motivos que levaram os detentos do Centro de Ressocialização Cone Sul, presídio que fica nos arredores de Vilhena, a promoverem uma rebelião na noite de ontem. O motim, que resultou em colchões queimados e celas destruídas, terminou após oito horas com a intervenção de um grande contingente da Polícia Militar.
Pelo menos seis presos receberam atendimento médico no Hospital Regional, mas nenhum com ferimento grave. Um juiz e um promotor foram chamados à unidade prisional para uma negociação com as lideranças do movimento, cujos nomes não foram revelados.
De acordo com informações fornecidas pelo comandante da PM, tenente-coronel Paulo Sérgio Vieira Gonçalves, o estopim da violência seriam três exigências dos apenados: maior número de visitas, troca da direção do presídio e mais barbantes, usados pelos presos para fazer artesanato.
O diretor do presídio, Juracy Duarte, é acusado por familiares dos detentos, de “endurecer” as regras após a única fuga registrado no complexo. Em maio deste ano, oito detentos conseguiram escapar, mas metade já está de volta, após recaptura ou rendição.
Duarte, no entanto, tem o trabalho elogiado por autoridades de segurança justamente pelo rigor que impõe aos presidiários. Sob seu comando, os visitantes são minuciosamente revistados, o que tem resultado na freqüente apreensão de drogas e celulares.

 



Fonte: FS
Autor: Edeblandes Ortis


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871