Visitas: 56624691 - Online: 119

Domingo, 19 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





15/03/2015 20:46:38
      
Protesto contra a corrupção leva mais de 2 mil pessoas às ruas em Vilhena

Na manhã deste domingo, 15, mais de 2 mil vilhenenses, segundo os organizadores do evento, participaram de uma manifestação contra a corrupção na política. O ato começou na praça Ângelo Spadari, seguiu pela avenida Major Amarante, atravessou a BR 364 e, com o apoio da PRF, da Polícia de Trânsito e de outros órgãos de segurança, chegou até a Praça dos Três Poderes, onde fica a Câmara, a Prefeitura, o Fórum e o MP.

No trajeto até o local do encerramento, pessoas que acompanharam a passeata assistiram um momento tenso: um rapaz de camisa vermelha tentou provocar os manifestantes exibindo um cartaz em apoio à presidenta Dilma Rousseff (PT), um dos alvos de protesto, embora o evento tenha sido apartidário.

Ninguém entrou “na pilha” do homem e a caminhada prosseguiu sem incidentes até o local do encerramento, onde novos oradores tiveram oportunidade de se manifestar através do caminhão de som, como outros haviam feito ao longo do percurso. Ali, os participantes rezaram o “Pai Nosso” pelas famílias e pelo Brasil.

O site conversou com o advogado João Paulo das Virgens, que mesmo não fazendo parte da organização do evento, disse que a iniciativa cumpriu o objetivo, que era mobilizar não apenas as pessoas, mas também entidades em torno da idéia central: o combate à corrupção. Estiveram presentes a maçonaria e o OAB.

Segundo Das Virgens, além da corrupção, a pauta da manifestação incluiu discursos contra os preços dos impostos, pedidos de mais verba para educação, saúde, segurança e, principalmente, cobranças quanto à valorização dos servidores públicos.

Outro fato comemorado pelo advogado foi o comportamento dos participantes que, segundo avaliou, eram provenientes de todas as classes socioeconômicas e apresentaram-se como voluntários, sem receber qualquer vantagem pela participação. “Uma coisa que notei é que ninguém jogava uma garrafa ou papel no chão, sempre levando até alguma lixeira. O que muito me orgulhou, pois não podíamos fazer feio e emporcalhar as ruas”, finalizou o entrevistado, que cedeu as fotos que ilustram esta reportagem.

 



Fonte: FS
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Domingo, 19 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871