Visitas: 56624683 - Online: 122

Domingo, 19 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





25/02/2016 14:37:13
      
Morte pode render ação de indenização contra Hospital Regional de Vilhena

Família de baleado pode levar caso à justiça


Pode ir parar na justiça a morte de homem de 34 anos em Vilhena. O óbito foi registrado no dia 30 de janeiro, no Hospital Regional. Familiares da suposta vítima estariam suspeitando que o falecimento seria decorrente de negligência e erro médico.

O caso teve início no dia 30 de janeiro, quando Gil Anderson Lanes Lopes foi atingido por uma bala perdida na Chácara do Raimundo, tradicional balneário nos arredores da cidade onde são realizados bailões. NO meio do fogo cruzado entre policiais e dois adolescentes, Gil foi atingido na perna. Relembre aqui.

Após o episódio, o ferido passou vários dias fazendo curativos no HR. Segundo um profissional que o atendia, ele teria começado a se queixar com os familiares de uma leve falta de ar.

Um dia antes de morrer, Gil passou mal e foi internado. Ele teria recebido tratamento para pneumonia e acabou não resistindo. Após o óbito, o corpo foi levado para a cidade de Pontes e Lacerda (MT), onde moram seus pais.

Embora a esposa do paciente se negue a confirmar a possível ação na justiça, um servidor do Regional diz que o cadáver foi submetido a necropsia, ficando constatada a morte por Tromoembolismo Pulmonar. O problema teria sido provocado pelo osso fraturado em contato com a artéria.

Diante do resultado, parentes teriam chegado à conclusão de que o falecimento poderia ter sido evitado se Gil tivesse recebido o atendimento médico correto e antes de seu quadro se agravar.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Domingo, 19 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871