Visitas: 52784549 - Online: 195

Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017

Ultrasonografia
LEO





29/03/2016 13:33:02
      
Em cidade de Rondônia, comida recusada por presos será doada a famílias carentes

Detentos reclamam da qualidade da alimentação


Com comida selecionada, tendo direito até mesmo a pratos para vegetarianos e em regime especial, apenados de quatro pavilhões da Casa de Detenção da cidade de Ouro Preto do Oeste iniciaram ontem (segunda-feira, 28) greve de fome, segundo eles, por tempo indeterminado até que suas reivindicações sejam atendidas.
 
A direção da unidade prisional informou que são em torno de 100 presos dos pavilhões A, B, C e D que se negaram a aceitar o café da manhã, o almoço, e dispensaram as “quentinhas” que chegaram à noite.
 
O juiz Haruo Mizusaki, titular da Vara de Execuções Penais da Comarca,  esteve na Casa de Detenção no período da tarde, se reuniu com detentos representantes dos quatro pavilhões, mas o conteúdo da conversa não foi divulgado. A direção da Casa de Detenção informou que iria distribuir as marmitas que os presos não aceitaram para famílias carentes da cidade.
 
Segundo alguns agentes penitenciários, os apenados teriam reclamado ao juiz da qualidade da alimentação que é servida, da direção e de agentes, e fizeram outras reivindicações a respeito das condições em que se encontra a unidade prisional.
 
COMIDA BOA
 
Com relação à alimentação, o site RONDONIAGORA, que deu a informação em primeira mão, teve acesso às marmitas que seriam servidas na noite desta segunda, contendo arroz, feijão, bife, batata lavada e batata doce, e salada. Havia também marmitas separadas com etiquetas indicando ser alimento vegetariano e outras a base de fibras, para presos em regime especial.  
O prédio da Casa de Detenção de Ouro Preto se localiza em uma área urbana da cidade. A estrutura é tão antiga que utilizando uma barra de ferro de ventilador, três presos abriram um buraco na parede e fugiram na última sexta-feira. No sábado da semana passada outros três apenados do regime fechado serraram grades de acesso à cobertura também conseguiram chegar ao telhado, pularam o muro dos fundos e seguem foragidos.
 
Também são constantes os registros de ocorrências de mulheres tentando entrar na unidade prisional com celular e drogas nas partes íntimas ou em alimentos, e aparelhos também são arremessados do lado de fora para dentro dos pavilhões.
 
Até o feriado de sexta-feira na Casa de Detenção de Ouro Preto havia 164 presos, sendo 140 detentos no regime fechado e 24 no regime semiaberto. No entanto, com a fuga de mais três presos do regime semiaberto no feriado de sexta, que abriram um buraco enorme na cela do albergue 03, restaram 161 detentos, fora as mulheres.
 



Fonte: Reprodução
Autor: Rondoniagora


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871