Visitas: 60286837 - Online: 140

Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018

CLARETIANO

08/09/2016 14:30:34
      
Localizado pela família após 10 anos, morador de rua destrói carro do CAPS em Vilhena

Jovem sofre de transtornos e perambula em Vilhena há quatro anos

Um rapaz aparentando ter entre 28 e 30 anos, identificado como Jeferson Aparecido do Nascimento, destruiu parcialmente, na manhã desta quinta-feira, 08, um veículo do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), órgão que lida com pacientes mentais em Vilhena.

O homem, que é morador de rua, se irritou com a abordagem de uma equipe do CAPS que tentava ajudá-lo. Fora de controle, ele tentou atacar o assistente social Rafael Reis, que precisou fugir. Ainda alterado, Jeferson pegou um pedaço de pau e provocou várias estragos no carro. Somente com a chegada de uma viatura da PM, ele foi controlado.

Por telefone, Rafael contou que o paciente, que sofre de um transtorno psíquico, provavelmente agravado pela dependência química, perambula pelas ruas de Vilhena há cerca de quatro anos. Após uma semana de buscas, o próprio assistente social localizou uma irmã do “andarilho”, que mora em Pinhais (PR) aceitou recebê-lo. O pai dele mora em Bandeirantes (MT)  e outra parte da família reside na região de Sinop. A irmã de Jeferson informou que não o vê há dez anos.

PROBLEMA GRAVE
Na edição impressa da FOLHA DO SUL deste domingo, Rafael e a psicóloga Mônica Borges, também do CAPS, abordam a campanha deflagrada na cidade para evitar que os transtornos mentais levem ao extremo, quando os pacientes tiram a própria vida.

O jornal com a reportagem, lembrando a importância de se debater o assunto, circula em todo o Cone Sul a partir de sábado, 10.

 



Fonte: Fotos: Eliseu Vieira
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871