Visitas: 39124560 - Online: 104

Quinta-Feira, 19 de Janeiro de 2017

CLARETIANO
BIOCAL





21/12/2016 11:37:18
      
Futuro Secretário de Esporte de Vilhena fala sobre projetos e espera primeiro ano difícil

Natal Jacob disse que o apoio do município aos clubes profissionais será oferecer um estádio em condições de jogo



A dez dias de assumir a Secretaria Municipal de Esporte de Vilhena, o desportista Natal Jacob falou sobre os projetos da pasta para o quadriênio 2017/2020. O futuro secretário conversou na tarde da segunda-feira, 20, com a reportagem do Folha do Sul Online sobre diversos assuntos, desde a abdicação ao cargo de diretor de competições da Federação de Futebol do Estado de Rondônia – FFER, da qual também é vice-presidente; sobre possível ajuda aos clubes profissionais de futebol que representam a cidade no Campeonato Estadual da modalidade; até a situação de crise política-administrativa-financeira na qual Vilhena está submergida. 

Logo no começo da conversa Jacob explicou que irá entregar nos próximos dias ao presidente da FFER, Heitor Costa, o cargo de diretor de competições que ocupou desde o início de 2016. “Continuando à frente da Diretoria de Competições precisarei ir à capital pelo menos a cada 15 dias, e estando a frente da SEMEC terei muito trabalho e não poderei cumprir minhas funções na FFER”, pontuou.

Experiente, pois comandou a mesma secretaria nas gestões de Melk e Marlon Donadon, Jacob acompanhou a equipe de transição da prefeita eleita Rosani Donadon e disse que espera um primeiro ano difícil. Jacob disse que fez um diagnóstico das praças esportivas vilhenenses e revelou que todas precisam de reformas. “Nós temos quatro praças esportivas em Vilhena: o Ginásio Dona Magal, no São José; o Ginásio Geraldão, no Alto Alegre; a Pista de Kart, no Bela Vista; e o complexo do Portal da Amazônia, com o estádio,  Ginásio Jorge Teixeira e o Ginásio da AVV; e todos requerem reparos e melhorias”, disse.

Mas, reformar esses locais não será tarefa fácil, a julgar pelo orçamento destinado à secretaria: R$ 1.618.000,00, segundo Natal Jacob, que explicou que deste montante, R$ 80 mil mensais (R$ 1.040.000,00 anuais) são destinados ao pagamento da folha. “Outros R$ 15 mil são gastos mensalmente com energia elétrica (R$ 180 mil anuais) o que deixa cerca de R$ 400 mil para a realização de eventos esportivos”, argumentou Jacob. 

Ainda assim, o desportista tem metas audaciosas. Como o fortalecimento do Projeto Bom de Bola Bom na Escola, que atua na iniciação esportiva de crianças. Para 2017, Jacob quer implantar o projeto nos quatro pólos esportivo do município ampliando o atendimento também para o voleibol, handebol e basquetebol. “Queremos um pólo de voleibol no Ginásio Dona Magal e no Geraldão em parceria com a AVV. Mas, se eles não quiserem nos auxiliar, iremos levar o projeto adiante, por que tem criança do São José que não participam na AVV por causa da distância”, explicou.

Sobre as competições amadoras, Jacob disse que a secretaria irá resgatar alguns campeonatos que foram abandonados, como o Ruralzão e o Interbairros. O futuro secretário revelou ainda que planeja criar um site para cadastramento dos atletas amadores. “Serão emitias carteiras de atleta amador com número de matricula que facilitará a identificação de cada atleta”, disse Jacob, que explicou ainda que s clubes amadores também serão fortalecidos. “Hoje é difícil os dirigentes manterem seus atletas ao longo do ano. De acordo com Jacob, seria uma espécie de BID amador, onde o atleta ficaria vinculado ao clube, só podendo mudar de time dentro daquele ano, mediante pagamento de uma taxa. “É uma forma de valorizar os clubes amadores”, disse. 

Outras duas novidades serão a criação de um regulamento geral de competições, que regeria todas as competições organizadas pela secretaria; e a criação de uma Junta de Justiça Desportiva, que acabaria com as punições regulamentares. “Por mim o atleta que agride um árbitro deveria ser sumariamente banido do esporte, mas como cada caso é um caso, a Junta de Justiça Desportiva garantirá o direito de defesa aos atletas”, pontuou. 

Por fim, o veterano desportista falou sobre os clubes profissionais que irão representar Vilhena no Campeonato Rondoniense 2017. E explicou que o apoio garantido pela prefeitura à Vilhena e Barcelona será o de oferecer um estádio em condições para a disputa dos jogos do Estadual. 

Sobre o uso do estádio para treinos, Jacob revelou que não tem condições dos dois clubes treinarem no Portal da Amazônia. Mas, que será permitido que Vilhena e Barcelona façam um coletivo por semana. “A gramado é velho e não suportaria as duas equipes treinando diariamente. Já imaginou neste período de chuvas como ficaria a situação para os jogos?” pontuou. 

Bem humorado, Jacob, que foi um dos fundadores do Vilhena Esporte Clube, revelou qual cargo terá no penta-campeão rondoniense. “Eu terei um cargo importantíssimo, serei torcedor”, disse acrescentando que embora o coração seja VEC pela história que tem com o clube, o Barcelona será seu segundo time no estadual. “Tenho bons amigos no Barcelona, inclusive alguns dos atletas que estão lá foram revelados por mim e é claro que também vou torcer por eles”, finalizou. 

 


Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci


teste









Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quinta-Feira, 19 de Janeiro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871