Visitas: 47351183 - Online: 129

Sábado, 24 de Junho de 2017

Ultrasonografia
BIOCAL





30/01/2017 11:03:32
      
Em cidade governada por prefeita evangélica, pais não questionam livros com temática gay

Professora explica que foco do ensino na rede municipal é o respeito

Governada por uma prefeita evangélica, Rosani Donadon, do PMDB, Vilhena não tem registrado incidentes por causa dos livros didáticos contendo temas GLBTs, como aconteceu em Ariquemes, onde o assunto virou tema de reportagem da Globo, exibida em nível nacional. Assista clicando aqui ou no botão reproduzir, abaixo.

O FOLHA DO SUL ON LINE conversou com uma professora da rede municipal em Vilhena, que preferiu não se identificar, mas confirmou que existem realmente ilustrações e textos abordando a temática homossexual nas obras distribuídas na cidade pelo MEC. “O livro foi apresentado no ano passado e será usado até 2018”.

A educadora contou que têm sido raras as queixas de pais em relação ao material. “O pai de um aluno foi até a escola pra saber que história é essa de a gente ensinar que homem pode casar com outro. Eu peguei o livro e mostrei, para que ele constatasse que não apresentamos às crianças nada pornográfico”.

A professora disse que o homem compreendeu a situação quando ela argumentou: “Nós ensinamos aos alunos que existem, sim, outros tipos de família: meninos que moram só com a mãe ou com só o pai, outros que vivem com os avós, e também os que têm dois pais ou duas mães”.

A servidora fez questão de destacar que todos os professores são treinados para ensinar o tema sob a ótica do respeito: “Todo mundo vê gay no supermercado, nas ruas, enfim, em quase todos os lugares. Eu não desejo que a minha filha seja lésbica, mas acho que ela deve saber que gays existem. Seria hipocrisia não tratar do tema. O que ensinamos é que as crianças tenham respeito por todos os tipos de pessoas”.

CASAL DE MÃES
Na escola em que trabalha a entrevistada existe um aluno que vive com duas mulheres. O casal assumidamente lésbico trata bem do garoto, levando e buscando o menino no colégio. O menor, segundo a professora, tem comportamento exatamente igual aos filhos de pais heteros.

Nesta semana, o jornal FOLHA DO SUL tentará entrevista com a secretária municipal de Educação de Vilhena, Raquel Donadon. Criada em lar evangélico e participante ativa em atividades religiosas musicais (tem até CD gospel gravado), a educadora poderá informar melhor aos vilhenenses sobre este assunto que tanto tem rendido polêmicas.



Fonte: Foto: reprodução
Autor: Da redação

Vídeo da reportagem



teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Sábado, 24 de Junho de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871