Visitas: 55041565 - Online: 115

Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017

VALDOMIRO RODEIO
LEO





24/02/2017 13:03:15
      
DER abre nova frente de serviço para encascalhar a Estrada da Farinheira em Vilhena

Máquinas e equipamentos de outras Residências Regionais foram mobilizados

O Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) abriu na quarta-feira (22) uma frente de trabalho para o encascalhamento da Estrada da Farinheira, no município de Vilhena. Neste mutirão de serviço, o DER trabalha com dez caçambas puxando cascalho para concluir a estrada que o governo de Rondônia constrói no Sul do estado para beneficiar comunidades indígenas, produtores rurais e incentivar projetos de florestas plantadas, a exemplo do cultivo de árvores como o pinus, eucalipto e teca.

Paralelo aos trabalhos de encascalhamento, segundo o diretor-geral do DER, Ezequiel Neiva, outras equipes atuam na construção de uma ponte no rio Barão do Melgaço e na instalação de bueiros ármcos (tubos metálicos) e manilhas em passagens de pequenos igarapés e córregos. “A Estrada da Farinheira tem solo arenoso. Mesmo no período de chuvas conseguimos trabalhar tranquilamente com o encascalhamento”, disse Neiva.

Para o mutirão de serviço, o diretor Operacional do DER, Adriano Furtunato, mobilizou máquinas e equipamentos de outras Residências Regionais do órgão para comporem a equipe da Residência do DER em Vilhena, responsável pela abertura da Farinheira. “Vamos intensificar os trabalhos aqui por uns 20 dias com uma frota de caçambas, retroescavadeiras, motoniveladoras (patrol) e escavadeiras hidráulicas (PCs). Depois, a Regional de Vilhena fará a conclusão desta nova estrada”, afirmou.

Carlinhos Goebel, residente do DER em Vilhena, explicou que a abertura da rodovia teve início no segundo semestre de 2016. Ele recordou que o local era apenas um carreador e que a regional realizou a abertura dos cerca de 50 quilômetros da rodovia, que agora começa a receber o cascalho.

INCENTIVO
Floresta Plantada é uma das apostas para o desenvolvimento econômico sustentável de Rondônia. Em maio de 2016, o governador Confúcio Moura sancionou a lei que regulamenta o cultivo de florestas para aproveitamento comercial.

Segundo a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (sedam), o projeto é uma das grandes apostas para recuperar aproximadamente 1,400 milhão de hectares de áreas em estado avançado de degradação em Rondônia. Além da teca, outras espécies que também se destacam nesta proposta são o eucalipto e pinus cuiabano, cultivadas principalmente nos municípios de Pimenta Bueno, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste e Vilhena.



Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871