Visitas: 60312503 - Online: 138

Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018

CLARETIANO

07/03/2017 08:26:00
      
Em primeira-mão: sem-teto ocupam casas não concluídas e embargadas em Cerejeiras

Vereadores prometeram verificar o caso

Algumas famílias, que afirmam não ter moradia, ocuparam o local onde  40 casas populares estavam sendo construídas em Cerejeiras, sendo posteriormente embargadas pela Justiça. A reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE esteve no local na manhã desta terça-feira, 07, e constatou a instalação de barracas no terreno onde a construção das residências já deveriam ter sido concluída há mais de ano.

Segundo informações não oficiais, as famílias ocuparam o terreno onde eram seriam erguidas as moradias populares na manhã de ontem (segunda-feira, 06). No momento em que a reportagem do FOLHA visitou o local, por volta da 7h00 da manhã, havia barracas estendidas nas bases das residências, mas nenhum ocupante. “Eles vão dormir na casa deles e só passam o dia aqui”, disse um vizinho do conjunto inacabado.

Também nesta segunda, alguns vereadores do município visitaram o local e prometeram ver a situação do projeto junto ao Executivo e ao Judiciário. Segundo um dos parlamentares, as famílias alegam que pagam aluguel e não têm onde morar, sendo, por assim dizer, sem-teto.

A construção das 40 residências populares em Cerejeiras do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, foi embargada pela Justiça em maio de 2014. Lembre aqui

Na época, um laticínio entrou com ações judiciais, alegando que as casas s iriam contaminar o lençol freático da indústria láctea. A Justiça deu ganho de causa à firma e a construção das residências foi paralisada. O terreno onde as casas iriam ser construídas pertence ao município. Bases e algumas paredes chegaram a ser erguidas.

Segundo informações não oficiais, todas as famílias que estão, agora, ocupando o local, são as mesmas cadastradas no programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal.

O FOLHA DO SUL ON LINE vai voltar ao local e procurar a liderança do movimento para dar mais detalhes sobre esse caso ainda hoje.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Rildo Costa


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871