Visitas: 56882958 - Online: 130

Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





08/03/2017 08:20:42
      
Menina de 11 anos viu irmão ser executado a tiros em Vilhena; suspeitos do crime estão presos

Uma das vítimas teria morrido “de graça”, segundo a polícia

Na manhã desta quarta-feira, 08, o FOLHA DO SUL ON LINE esteve na DPC de Vilhena, onde estão detidos desde ontem os dois rapazes acusados de participação no duplo homicídio registrado no bairro Cristo Rei. Uma das vítimas do crime morreu no local, enquanto a outra faleceu pouco depois de dar entrada no Hospital Regional.

Segundo a polícia, o rapaz que fez os disparos fatais é Igor Ricardo Matos da Silva, 19 anos, o “Iguinho” (DE BERMUDA). Já o outro suspeito é Robson de Freitas, 18 (DE CAMISETA BRANCA), que estaria pilotando a moto usada no crime.

Ouvidos também pelo FOLHA DO SUL ON LINE, ambos negaram envolvimento no caso e disseram que, na hora dos fatos, estavam num sítio, para onde haviam ido na moto da Robson, conhecido como “Robinho”.

Já a versão da polícia é outra: Igor teria matado Matheus Martins da Silva, 18 anos, para obter posição privilegiada na facção criminosa da qual faz parte, o Primeiro Comando da Capital (PCC). O rapaz que morreu no hospital, Emerson Bevettor Severino da Rocha, 18, teria sido alvejado “de graça”, por estar no local errado e na hora errada. Ele havia se mudado do Acre para Vilhena recentemente.

A primeira vítima (Matheus), conforme a polícia, faria parte do grupo rival, o Comando Vermelho. Ele teria aderido ao CV por influência da esposa que, aliás, testemunhou o homicídio e também aponta Iguinho como autor dos disparos.

EM FAMÍLIA
A polícia chegou aos suspeitos através de informações de Jonathan Martins da Silva, que é casado com a irmã de Igor. Ele teria reconhecido o cunhado quando o suposto assassino deixava o local do crime, de arma ainda em punho, na garupa da moto conduzida supostamente por Robson.

CRIANÇA VIU SANGUE
O Boletim de Ocorrência da PM, registrado na DPC, relata que a irmã de Matheus, uma menina de apenas 11 anos, viu o momento em que o rapaz foi atingido. Mesmo assustada e vendo o tio agonizar, a garota reconheceu a voz de Igor, quando ele disse à vítima, antes de puxar o gatilho: “Você vai morrer”. A avó da criança a pegou ao lado do corpo ensaguentado e ambas se esconderam dentro da casa.

AS PRISÕES
Através do relato das testemunhas, a polícia prendeu Igor em sua casa, juntamente com um rapaz de 20 anos, identificado como Anderson Claiton Oliveira da Silva. Na casa de Robinho, o dono e suposto piloto da moto usada no crime, foi encontrada a adolescente H. F. S. W., de 15 anos, namorada de Igor. Tanto a menor quanto Anderson foram liberados, porque o delegado que comanda as investigações não encontrou indícios da participação dos dois no caso.

FACÇÕES
Para a polícia, existem indícios fortes de que o crime foi motivado pela guerra de facões. Igor nega, e admite que teve desentendimento com o cunhado (Jonathan), irmão de Matheus, argumentando, porém, que não tinha motivos para cometer o crime.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


teste











Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871