Visitas: 43510046 - Online: 92

Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017

Ultrasonografia
BIOCAL


<
-->



13/03/2017 09:18:55
      
Após morte de recém-nascida, hospital de Vilhena emite nota negando falha no atendimento

Criança de 11 dias engasgou com leite e faleceu no sábado 

No mesmo dia em que o FOLHA DO SUL foi o único a publicar o caso de uma menina recém-nascida, que morreu no Hospital Regional de Vilhena, após engasgar com leite, a assessoria da entidade se manifestou sobre o episódio, que pode ser lido aqui.

Veja abaixo, na íntegra, a nota emitida pela direção do HR:


Nota de esclarecimento da direção do Hospital Regional de Vilhena referente ao caso do bebê que faleceu neste sábado, 11

A criança era uma menina com 11 dias de vida e na noite de quinta-feira, 09, engasgou com leite e veio ao pronto socorro do Hospital Regional. Uma médica prestou os primeiros socorros à menina e a encaminhou para a Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal com quadro de cianose (termo médico usado quando o paciente apresenta descoloração azul-roxeada na pele).

Já na neonatal, a bebê foi diagnosticada em quadro gravíssimo e o acesso venoso era difícil, sendo que além da pediatra, um cirurgião e dois intensivistas tentaram o puncionar a paciente, mas não conseguiram. Um acesso foi conseguido depois e a criança passou a sexta-feira e parte do sábado recebendo os cuidados médicos necessários, mas com necessidade de ser transferida para uma UTI neonatal. 

O Hospital Regional tentou vaga em Porto Velho para encaminhar a criança, mas não teve sucesso por indisponibilidade de vaga na capital. Na manhã deste sábado, a pequena teve uma parada por volta de 12h00 e os profissionais conseguiram reanimá-la, porém o acesso venoso foi perdido e não foi possível refazer o acesso venoso.

Logo depois destes procedimentos a criança foi a óbito. Todas as medidas necessárias foram tomadas para que a bebê saísse do quadro grave, mas o pulmão da criança desde a entrada no pronto socorro estava tomado pelo leite e não foi possível reverter na internação. A família foi informada da gravidade do caso várias vezes pelos pediatras e a direção do HR se propôs a esclarecer qualquer dúvida dos familiares da criança.

A criança foi atendida com todos os procedimentos médicos e com várias drogas necessárias, mas não resistiu e morreu no início da tarde depois de aproximadamente 36 horas na unidade hospitalar.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Assessoria


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871