Visitas: 56607626 - Online: 127

Sábado, 18 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





29/03/2017 09:27:54
      
Máquinas tentam conter a erosão que engoliu rua e ameaça residências

Milhões foram por água a baixo: enxurradas destruíram completamente o trecho da obra de macrodrenagem  
 

Na tarde de ontem, terça-feira 28, começou um trabalho para tentar conter a erosão que se formou na junção da Avenida Curitiba com a Rua 743, e que tem afetado moradores dos bairros Cristo Rei, Marcos Freire e Cidade Jardim I.

 

A vala engoliu a Rua 743 e ameaçava tragar as residências próximas depois das fortes chuvas dos últimos dias. O problema, que se arrasta há décadas se agrava a cada ano e a despeito dos alertas feitos pela mídia e cobranças dos moradores, nenhuma solução foi tomada pelo poder público antes que as condições chegassem ao extremo: algumas famílias foram obrigadas a deixarem suas casas por causa do risco de desmoronamento.

 

De acordo com nota emitida pela assessoria de comunicação da prefeitura, uma força tarefa formada pelas residências do DER, no Cone Sul, e Secretaria de Obras de Vilhena, fará os trabalhos para tentar conter o avanço da erosão no local mais crítico. Ainda de acordo com a nota, quatro caminhões farão o transporte de cascalho para conter o aumento da erosão.

 

Ontem, diversos políticos passaram pelo local e prometeram solucionar o problema. Mas, ao contrário do entusiasmo dos detentores de cargos eletivos, a população que convive há anos com o problema e sofre a cada período de chuvas, não compartilha o mesmo entusiasmo. “O período de chuva é desculpa para tudo nesta cidade, mas quando começa a seca nada é feito até começar as chuvas e de novo e voltarem a dar desculpas”, comentou um morador a beira do buraco.

 

Na manhã de hoje apenas uma maquina estava no local e jogava cascalho dentro do buraco.

 

Milhões por água a baixo

 

No local se iniciou a construção de galerias pluviais do sistema de macrodrenagem e milhões foram investidos naquele trecho até que um erro no projeto paralisou a obra. O irônico disso é que a obra pensada para acabar com as enchentes provocadas pelas águas das chuvas, foi engolida pela erosão provocada pelas enxurradas. 



Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Sábado, 18 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871