Visitas: 49380319 - Online: 206

Quinta-Feira, 27 de Julho de 2017

Ultrasonografia
BIOCAL





18/04/2017 17:27:24
      
Índios liberam BR 364, mas trecho de rodovia entre Vilhena e MT pode ser bloqueado novamente

Etnias tentam conseguir ônibus para apresentar reinvindicações em Brasília

Por telefone, um agente da Polícia Rodoviária Federal em Vilhena confirmou ao FOLHA DO SUL ON LINE, na tarde desta terça-feira, 18, uma ação da corporação para desinterditar um trecho da BR 364, que havia sido fechado por duas etnias indígenas.

De acordo com o patrulheiro, a rodovia federal ficou impedida para o tráfego por mais de 4 horas. Somente por volta das 15:00h, após intensas negociações, os manifestantes resolveram liberar a pista para a passagem dos veículos, que formaram um grande congestionamento. O grupo fez o protesto entre Vilhena e Comodoro (MT), num ponto que fica a cerca de 35 km da primeira cidade, próximo à reserva Nambiquara.

Extraoficialmente, um policial relatou que o grupo de cerca de 60 índios queria instalar um pedágio naquele trecho a fim de conseguir dinheiro para fretar um ônibus. O coletivo levaria uma caravana para fazer reinvindicações junto à Funai, em Brasília.

Apesar do relativo sucesso das negociações, os manifestantes podem interditar novamente a estrada, se até amanhã não obtiverem resposta positiva ao pedido de ajuda feito para realizar a viagem até a capital do país.

A PRF deve emitir comunicado detalhado aos veículos de imprensa nas próximas horas, relatando a situação.

Enquanto isso, imagens do bloqueio, como as que ilustram esta reportagem, estão sendo compartilhadas em grupo de WhatsApp e publicadas também no Facebook.




Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quinta-Feira, 27 de Julho de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871