Visitas: 56737732 - Online: 178

Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





25/07/2017 15:29:02
      
Após acidente doméstico, vilhenense de 74 anos espera cirurgia de fêmur há mais de dois meses

Idosa deixou de ser operada por suposto erro de enfermeira

Há mais de dois meses, a aposentada vilhenense Leonilda Eva Melo, de 74 anos, vive um drama, após sofrer um acidente doméstico e fraturar o fêmur. Levada ao Hospital Regional de Vilhena após a fratura, a idosa passou um mês na unidade, até ser transferida para Cacoal, já que aqui não é feita a cirurgia indicada para o caso dela.

No Hospital Regional de Cacoal há quarenta dias, Leonilda já foi submetida a jejum em três ocasiões, preparando-se para finalmente ser operada. Todos os procedimentos acabaram cancelados e, no último, semana passada, a desculpa dada pela direção do HRC foi surreal: uma enfermeira teria errado na medicação e a paciente deveria esperar 48 horas para se “desintoxicar” antes de enfrentar o bisturi.

Diante do drama da mãe, uma de suas filhas procurou o Ministério Público em Vilhena, na esperança de obter ajuda para resolver a situação. Ela contou ao FOLHA DO SUL ON LINE o que passou: “Encontrei alguns servidores comprando Natura e, quando me revoltei, acabei atendida por um técnico, que pegou a papelada da minha mãe, mas demonstrou má vontade, alegando que eu deveria acionar o MP de Cacoal”.

Gaúcha de Ajuricaba, morando em Vilhena há quase 30 anos, Leonilda ouviu que desta semana sua cirurgia não passa. Mantendo as esperanças, a filha que a acompanha em Cacoal torce para que tudo dê certo, pois se houver novo adiamento, ela, que pediu licença do trabalho para cuidar da mãe, poderá perder o emprego.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


teste











Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871