Visitas: 56647471 - Online: 177

Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





18/08/2017 15:02:04
      
Curso oferecido no campus do IFRO em Vilhena discute “doenças” da construção civil

Participam mestres de obras, construtores e corretores

Destinado a quem atua ou atuará na área da construção civil, começou no IFRO Campus Vilhena o curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de “Patologia nas Construções”. Participam pessoas da comunidade em geral, profissionais do ramo imobiliário, alunos e ex-alunos do Curso Técnico em Edificações. O curso terá duração de 200 horas, tendo iniciado no dia 08 de agosto, com término previsto para o mês de dezembro de 2017.

A aula inaugural ocorreu no auditório do Campus Vilhena. Aos alunos foi apresentado o perfil do curso, os professores que ministrarão as aulas e informações sobre o funcionamento ao longo do curso. O Diretor-Geral do campus abriu a aula inaugural descrevendo de forma sucinta o IFRO e o Campus Vilhena. Já o Coordenador do Curso, Junior Batista Duarte, enfatizou em sua fala sobre a proposta do curso enquanto uma própria demanda da sociedade vilhenense: “Esse curso vem trazer aos participantes uma formação a respeito dos problemas das patologias nas construções. Na realidade, diz respeito, se formos traduzir, às 'doenças' nas construções, como, por exemplo, rachaduras ou impermeabilizações nas paredes de uma construção”.

O curso de Patologias nas Construções na modalidade FIC (presencial e não presencial) visa possibilitar que profissionais de áreas envolvidas com a construção civil, como mestres de obras, construtores, corretores e afins possam diagnosticar de maneira preliminar alterações nas edificações, bem como suas causas, prevenção e possíveis recuperações. Essa área de estudo prepara os profissionais para rotinas de trabalho em canteiro de obras, tanto para obras iniciais quanto para reformas, ampliação e para avaliações. São professores do curso Alexandre Vieira Sabóia, Ariane Zambon Miranda, Augusto Barbosa Silva e Michel Osmar Costa Paiva.

Gilberto José Ferreira, 43 anos, explica que seu ingresso no curso vai ao encontro do que ele que procura: se capacitar cada vez mais. Ele havia feito outro curso na área como pedreiro de construção civil e explica que sua ideia “é trabalhar fora do Brasil e o máximo que eu puder agregar em cursos nesta área de construção civil será interessante, porque a gente também trabalha e atua nesta área. Eu e minha esposa estamos fazendo vários cursos para nos capacitarmos e irmos morar no Haiti”. 

A aluna Neuci de Araújo Vaz trabalha numa construtora e também é corretora de imóveis. Junto com outro corretor, que a informou sobre o curso, foram selecionados e ingressaram no curso. “Como eu trabalho em uma construtora e sou corretora, vou melhorar na minha profissão me capacitando. Vejo como uma grande oportunidade pra mim enquanto mulher me aperfeiçoar nesta área, já que tem tão poucas mulheres neste ramo. É importante para que as mulheres também compreendam de construções e não somente os homens”, ressalta.



Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871