Visitas: 57927343 - Online: 167

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017

CLARETIANO
JAURU






19/09/2017 09:02:17
      
Transportando idosos de graça em Vilhena, única empresa de ônibus da cidade luta por reajuste

Estudantes também viajam pagando meia passagem

Tendo que transportar estudantes pela metade do preço e atender idosos de graça, a única empresa de ônibus atuando em Vilhena está precisando brigar para conseguir ao menos reajustar o preço de suas passagens. Mesmo após sucessivos aumentos de combustível, a Transpaim, com cerca de 20 veículos coletivos, não consegue cobrar os R$ 4 que pretende pela passagem urbana.

A empresa já pediu que a prefeita Rosani Donadon (PMDB) autorize a nova tarifa, alegando que vem operando no prejuízo. A mandatária  passou a responsabilidade para a Secretaria Municipal de Trânsito, mas a Pasta não resolve o impasse. Sem o equilíbrio econômico-financeiro decorrente da atualização de seus preços, a companhia pode interromper parte do serviço que presta.

Ao analisar a questão, um consultor ouvido pelo FOLHA DO SUL ON LINE  avaliou que é justo o preço proposto pela Transpain. “A empresa precisa arcar, sem nenhum subsídio, com o transporte de estudantes, que pagam meia passagem, e dos idosos, que viajam de graça. Então, já que o município não contribui, que ao menos permita à firma atuar dentro da lei, cobrando o valor justo. Há mais de dois anos o preço praticado por ela é o mesmo”.

EXPANSÃO
Atendendo à demanda dos bairros recém-abertos na cidade, a empresa abriu várias novas linhas, chegando até os limites da área rural. São centenas de trabalhadores que, sem a alternativa do transporte urbano, deixariam de chegar ao serviço pagando pouco.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871