Visitas: 57928011 - Online: 167

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017

CLARETIANO
JAURU






20/09/2017 09:35:21
      
Cabeleireiro vilhenense usa rede social para comentar polêmica da “cura gay”; postagem viraliza

Renê defende que “gays desconfortáveis” busquem orientação

Um dos profissionais mais respeitados em Vilhena, (e também mais bem resolvidos quanto à sua própria sexualidade) o cabeleireiro Renê Troczinski, fez uma postagem irônica em seu perfil no Facebook para comentar a polêmica do momento: a chamada “cura gay”.

Conhecido por sua espirituosidade, Renê obteve centenas de curtidas e atraiu comentários igualmente bem humorados. Celebridade e verdadeiro astro pop entre suas clientes, por causa do jeitão despachado e o talento com a tesoura, Renê nunca escondeu de “que lado joga”. 

E, em conversa com o FOLHA DO SUL ON LINE, o cabeleireiro falou de coisas “bafônicas”, gíria que ele mesmo gostar de usar para se referir a temas polêmicos. “Muita gente idiota e sem senso de humor não entendeu a sátira”, disparou, rodando a baiana.

Garantindo jamais ter sofrido preconceito em Vilhena, Troczinski disse que entendeu perfeitamente a decisão de um juiz do distrito federal que liberou psicólogos para orientar pacientes que se sentem desconfortáveis com sua orientação sexual.

“Olha, acho que a homossexualidade não será revertida, mas todos devem ter o direito de buscar ajuda. Em Vilhena mesmo, muitos homens casados não conseguem lidar com a atração que sentem por outros. É perfeitamente compreensível que se sintam perdidos e queiram orientação profissional”.

Citando um caso concreto de homossexualidade mal resolvida, que acabou em morte em Espigão do Oeste (lembre aqui), o próprio Renê se antecipou às reações a esta entrevista: “Um jornal não é feito apenas de notícias sobre política e homicídios . Ainda bem que a FOLHA tem seções de variedades e entretenimento. Porque se prepare que vai ter esse tipo de comentário de gente ignorante: ‘ahh, mudou minha vida essa matéria’".

Veja abaixo, na íntegra, a postagem de Renê na rede social:

“Me perfumando e me maquiando para ir ao INSS dar entrada no meu benefício! Com esse negócio de cura gay estou com medo da previdência não dar conta  ????. Quero ser um dos primeiros a chegar porque a fila estará grande...Assim como eu milhares de outras pessoas já se encontram num estado patológico avançado de "boiolice" impossibilitando assim a cura; não restando outra opção além de "se encostar". Segundo dados oficiais calcula-se que o rombo na previdência será bem maior do que "Jorgina de Freitas" e sua quadrilha aplicaram no século passado, pois tem muita "bécha" bem formada, instruída e cara. Haja grana” 



Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871