Visitas: 57927412 - Online: 173

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017

CLARETIANO
JAURU






29/09/2017 08:29:57
      
Quem foi? Assassinato de rapaz em Cerejeiras ainda desafia a polícia; irmã desmente boatos

Jhonatas Iago levou um tiro na testa na noite do dia 18

O assassinato do jovem Jhonatas Iago, de 20 anos, que aconteceu no dia 18 deste mês, continua sendo um mistério em Cerejeiras. O rapaz foi morto com um tiro na testa por volta das 22 horas de uma segunda-feira. O crime não teve testemunhas. Há relatos de que o criminoso teria feito cinco disparos, mas só um atingiu a vítima. Jhonatas estava descendo a rua Canadá de bicicleta e morreu no local onde foi baleado.

Ao FOLHA DO SUL ONLINE, o delegado que investiga o caso, Rodrigo Spiça, afirma que investigou suspeitos do crime, mas nenhuma pista consistente foi confirmada com as oitivas. Também para a polícia o crime continua sendo um mistério.

Na cidade, chegou a circular o boato de que o crime teria sido passional, pois a vítima, que era solteira, estaria se envolvendo com uma mulher casada. Essa pista também não foi confirmada pela polícia.

A reportagem da FOLHA conversou com a estudante Giovania Lima, de 18 anos, irmã de Jhonatas. Segundo ela, a família está ainda abalada, inclusive a mãe do rapaz, que não quis falar com a imprensa.

Segundo a irmã da vítima, o rapaz não tinha inimigos, gostava de jogar bola e era até chamado de “Neymar” pelos amigos (pela habilidade e pela aparência). “Ele também não estava mexendo com mulher casada. Estava indo na igreja, estava seguindo. Ele era uma boa pessoa e não tinha desavenças. Ele brincava com todo mundo”, disse a jovem.

Sobre uma possível confusão, que teria motivado o crime por vingança, hipótese que chegou a ser levantada pela polícia, a irmã do rapaz também é categórica em negar. “Ele não tinha rixa com ninguém. Ele não brigava com ninguém”.

Ainda de acordo com a irmã da vítima, o rapaz tinha um filho, trabalhava e levava uma vida honesta. Segundo afirma a jovem, o assassinato do irmão também é um mistério. Bom de bola, Jhonatas chegu a jogar futebol com policiais que atualmente apuram seu assassinato.



Fonte: Foto: Álbum de família
Autor: Rildo Costa


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871