Visitas: 57927541 - Online: 169

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017

CLARETIANO
JAURU






30/09/2017 07:37:37
      
Vilhena: contra suicídios, estudantes divulgam números dos próprios celulares para ajudar quem precisa

Alunos do SESI convidaram psicóloga para participar de evento

Um grupo de alunos do 3º ano da Escola SESI em Vilhena realizaram nesta semana, com a presença de uma psicóloga, atividades de prevenção ao suicídio que envolveram cerca de 160 estudantes do 8º ano do fundamental ao 3º do Ensino Médio. 

De acordo com a professora Lorines Cezne, regente da turma, a iniciativa partiu dos próprios estudantes, que se mostraram preocupados com o tema após os últimos casos registrados em Vilhena. “O alunos nos procuraram com a proposta de falar sobre o tema e nós apenas os orientamos, tudo foi organizado e realizado por eles”, disse a professora.    

Os estudantes Zilberto, Luiza, Cassiane e Guilherme encabeçaram as atividades e convidaram a psicóloga Tieli Ebling Freitas para participar do evento. A profissional atuou como apoio nas atividades que foram desenvolvidas pelos próprios adolescentes e contou com a disseminação de informações sobre a depressão, depoimentos e dinâmicas de grupo sobre o tema, tudo realizado pelos estudantes. “Se a Doutora Tieli viesse aqui e falasse sobre o tema, seria apenas mais uma palestra, então decidimos que nós mesmos falaríamos sobre a depressão, e ela nos apoiaria com as dúvidas”, disse Luiza, ressaltando que os jovens se abrem mais facilmente com outros jovens. “Quando você vê um adulto, um profissional, você se intimida, se retrai, mas ver outros jovens como você falando sobre o problema o incentiva a compartilhar suas dúvidas e anseios. 

A psicóloga enalteceu a iniciativa dos estudantes e a forma como os debates sobre o tema foram apresentados, com leveza e informalidade, mas também com clareza nas informações, já que o assunto é sério e requer atenção de todos. Ebling Freitas citou estudos da OMS que apontam que até 2020 a depressão só ficará atrás das doenças cardíacas. 

Entre as ações dos estudantes do SESI, eles disponibilizaram números telefônicos para quem estiver passando por dificuldades e precisar conversar. A ideia surgiu porque nas pesquisas para as atividades, os jovens tentaram por diversas vezes ligar no Centro de Valorização da Vida (141) e não conseguiram. Então criaram o “Amigo Amarelo” e disponibilizaram os próprios números para ajudarem a quem precisa. No panfleto distribuído pelos alunos está o compromisso de manter as conversas em sigilo. Esses são os números: 98106-3197, 98424-5258, 99351-2733, 99935-3950, 99960-4942, 98150-1001, 98126-7817, 99957-9196 e 98454-8740. 



Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871