Visitas: 56624670 - Online: 123

Domingo, 19 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





08/11/2017 11:45:43
      
Projeto do Hemocentro de Vilhena sensibiliza crianças a se tornarem doadoras de sangue

Segunda edição do projeto “Doador do Futuro – Construindo Herois”, já colhe frutos 
 
O Projeto “Doador do Futuro – Construindo Herois”, desenvolvido pelo Hemocentro de Vilhena, é direcionado a crianças do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental, e visa sensibilizá-las sobre a importância da doação de sangue. “Mais do que isso, o projeto tem por objetivo auxiliar essas crianças para que elas cresçam com alguma sementinha de solidariedade, de cidadania, de compromisso com o próximo, e que incentivem seus pais a doarem”, disse Michely Toledo, Assistente Social do Hemocentro, responsável pela captação.

Toledo explicou assim a denominação do Projeto: “Nós acreditamos que quem doa sangue salva vidas, e quem sala vidas é um herói. Temos este poder através da doação, e por isso nós incentivamos essas crianças a crescerem e se tornarem doadores de sangue. Enquanto isso, elas podem multiplicar esta Ideia com os pais com os tios, com os vizinhos”, concluiu. 

De acordo com a Assistente Social, mais de 5 mil crianças já foram alcançadas pelo projeto, que realiza ações pontuais, como palestras e filmes que tratam do assunto doação de forma apropriada ao público infantil. Depois, estas crianças, orientadas pelos professores, desenvolvem trabalhos diversos (desenhos, maquetes, textos etc) com a temática doação de sangue. As crianças se envolvem com o tema e levam este assunto para casa; o que resulta em novos doadores. “Temos pais e mães que participaram da primeira edição do projeto e hoje são doadores fidelizados”, disse Michely.

O encerramento do Projeto será no próximo dia 18, a partir das 08h00, na Escola Ângelo Mariano, quando serão conhecidos os trabalhos vencedores. Alunos de 13 escolas estão participando este ano e concorrem a Tablets, Bicicletas e Conta Poupança. 

Esta semana, os trabalhos começaram a ser entregues. Entre os muitos desenhos, textos e maquetes do prédio do Hemocentro, um chamou a atenção da assistente social. “Os trabalhos estão lindos, mas tem um que traz uma mensagem muito forte. É uma ilustração em que a criança desenhou um braço de pele clara e outro de pele negra com os dizeres: nosso sangue tem a mesma cor. Eu acho que essa criança entendeu tudo, porque independente da sua cor, da sua raça, da sua condição social, todos somos iguais”.
 

A assistente social disse que o projeto conta com a parceria de algumas empresas e entidades e agradeceu a Unopar, Gazin, Rotary Club, Aciv, Sicoob, Password Informática, Casa das Bolsas, Balão Mágico e Discolândia Presentes pelo apoio.   



Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Domingo, 19 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871