Visitas: 453815 - Online: 111

Quinta-Feira, 26 de Abril de 2018

Claretiano
Rondocap

11/01/2018 09:41:45
      
Seis meses após afastamento de vereador, inquérito não está concluído e CPI se arrasta em Vilhena

Célio Batista nega ter recebido terreno em “esquema”

 

Prestes a completar quatro meses de instalação, a CPI que investiga o vereador Célio Batista (PR), em Vilhena, ainda não tem data para emitir o relatório no qual será recomendada a absolvição ou a cassação do parlamentar. Segundo a lei, o trabalho deveria ser concluído em 90 dias.

 

Afastado do cargo desde julho do ano passado após uma operação da Polícia Civil, Batista é monitorado por tornozeleira eletrônica desde então. A única restrição judicial imposta a ele, no entanto, é para não freqüentar órgãos públicos municipais.

 

Em virtude de o inquérito policial sobre a a eventual participação de Célio num suposto esquema envolvendo loteamentos na cidade sequer ter sido concluído e enviado ao Ministério Público, a quem cabe denunciar o vereador, a CPI que o investiga se arrasta aguardando mais provas contra ele. O próprio Célio e suas testemunhas ainda não foram ouvidos pela Comissão da Câmara.

 

Segundo o edil, ele não recebeu nenhum terreno e está ansioso por ser ouvido na justiça, onde pretende demonstrar que a acusação não procede.

 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da Redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quinta-Feira, 26 de Abril de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871