Visitas: 246702 - Online: 112

Sábado, 21 de Abril de 2018

Claretiano
Rondocap

18/01/2018 17:59:32
      
Inadimplência cai 43% em Vilhena nos últimos 12 meses, diz SCPC

A cidade acompanhou a tendência nacional

 

A inadimplência dos vilhenenses caiu 43% em dezembro de 2017 em comparação com o mesmo mês de 2016. Os dados são de relatório produzido para Aciv (Associação Comercial e Empresarial de Vilhena) para a FOLHA DO SUL. A pesquisa revelou que o vilhenense está com maior poder de compra, mais cauteloso e passou a utilizar menos o crediário: tudo contribuiu para que muitos voltassem ao azul em sua vida financeira.

 

De acordo com a associação, há 18.782 registros no SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) em Vilhena, que somam R$ 235,9 milhões. O número, apesar de espantosamente grande para a cidade, já foi 43% maior em dezembro de 2016, quando bateu um dos recordes de inadimplência da cidade.

 

Atualmente, 6.211 pessoas têm também mais de um registro no SCPC, o que significa que há 12.571 registros únicos. A diminuição foi impulsionada por vários fatores, segundo a Aciv: o poder de compra dos consumidores foi retomado no município, o que aumentou as vendas e consequentemente a capacidade de quitação das dívidas. Além disso, muitos consumidores passaram a usar o cartão de crédito e o pagamento à vista com mais frequência para evitar percalços financeiros.

 

A cidade acompanhou a tendência nacional: a inadimplência do consumidor brasileiro caiu 3,5% até o fim do ano passado, de acordo pesquisa da Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Apenas em dezembro houve redução de 6% em relação a dezembro de 2016. O Norte também acompanhou o movimento, somando redução de 3% no número de maus pagadores.

 

Na avaliação da entidade, as quedas têm relação com a redução do consumo devido à crise econômica. “Com a perspectiva de crescimento gradual da economia e renda, juros menores e inflação controlada, espera-se uma retomada sustentável da demanda de crédito, fatores que deverão colaborar para a manutenção de um ritmo estável do estoque de inadimplência em 2017”, prevê a Boa Vista SCPC.

 

Em Vilhena, a Aciv pontua ainda que os compradores estão mais cautelosos após terem passado maus bocados com a profunda crise de três anos que acometeu o país. A notícia é boa para o comércio, que começa a ver o fluxo de caixa aumentar, e se anima novamente a contratar ou investir.

 

 



Fonte: Folha do Sul
Autor: Herbert Weill


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Sábado, 21 de Abril de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871