Visitas: 61459148 - Online: 115

Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018

CLARETIANO
Rondocap

05/02/2018 12:38:17
      
Unesc é parceira do Barcelona; faculdade disponibiliza profissionais e estagiários multidisciplinares

Encontro reuniu diretoria do clube e coordenadores dos curso de Educação Física, Fisioterapia, Enfermagem, Engenharia Ambiental e Ciências Contábeis

 

Uma reunião na tarde da sexta-feira, 02, na Faculdade Unesc de Vilhena, entre a diretoria do Barcelona Futebol Clube e coordenadores de diversos cursos da instituição de ensino superior selou a parceria entre as duas instituições. 

 

Participaram do encontro o presidente do Barcelona José Luiz Pereira, o Diretor Esportivo Adriano Ferreira, o treinador Alex Oliveira e o preparador físico Marcio Seabra. O quarteto foi recepcionado pelos coordenadores de cursos da Unesc: Wellington Moura (Educação Física), Aline Fernanda (Fisioterapia), Thais Joserilberg (Enfermagem), Diego Rodrigues (Ciências Contábeis) e Gabriel Paciência (Engenheiro Ambiental).

 

O encontro começou com uma breve explanação sobre os objetivos do clube feita pelo diretor esportivo do Índio, Adriano Ferreira. Ele explicou que além do departamento profissional o clube irá atuar na formação de atletas com fins a proporcionar aos garotos da região uma formação como atleta e também, é claro, angariar dividendos para o clube com um eventual contrato de um desses garotos para um clube de maior expressão. “Existem muitos jovens hoje na cidade de Vilhena e nas cidades próximas que querem uma oportunidade, e às vezes até têm a oportunidade, mas eles estão despreparados. O que queremos é oferecer a preparação desses atletas para que quando a oportunidade apareça, no Barcelona ou em outro clube, ele esteja pronto”, disse o Ferreira.

 

O diretor, falando especificamente sobre a parceria proposta, evidenciou a preocupação da comissão técnica com as lesões dos atletas algo mais comum no início da preparação, mas um temor constante ao longo da competição. “Nós queremos pegar tudo pela raiz e tentar prevenir esses problemas, conhecendo a fisiologia de cada atleta irá nos favorecer neste quesito”, disse.

 

O preparador Márcio Seabra reforçou a importância do trabalho de profissionais da fisioterapia, biomedicina e outros, que possibilitem o conhecimento de cada atleta. “O trabalho de fisiologia é importantíssimo, com também é o de Biomedicina com a medição do Lactato após o jogo, o que nos permite saber como orientar o atleta para recuperação para que ele não fadigue mis ainda”, disse Seabra que concluiu afirmando que a ajuda profissional externa é que ajuda a minimizar as lesões de atletas.

 

Já o treinador Alex Oliveira falou sobre a curta história do clube que irá completar dois anos em outubro e no seu primeiro ano como profissional conquistou o vice-campeonato estadual e chegou à Série D do Brasileiro. Ele também falou sobre o projeto do Barcelona de forma atletas e disse que isso era proporcionar à jovens, não apenas de Vilhena, mas da região, oportunidades que eles não tinham antes. “O Barcelona crescendo e este projeto sendo ampliado, vai conseguir atingir pessoas que não tinham uma perspectiva de se tornar atleta um dia. E essa parceira vai proporcionar isso”, reforçou Oliveira.

 

O coordenador do Curso de Ciências Contábeis Diego Rodrigues se dispôs a auxiliar o clube e os atletas no que a sua área de formação permitir e falou da importância da formação de atletas. “O que foi dito pelo diretor é uma realidade, o futebol de Rondônia tem um potencial mito grande, mas precisa de investimento ande foi falado, na base, eu sempre falei que um clube aqui para crescer ele precisa investir na base. Por quê? Porque nós não temos hoje capital para trazer uma atleta da série A ou B do Brasileiro. Então nós temos que formar atletas com vistas não apenas a suprir o mercado rondoniense, mas mandar para os grandes centros, e ao que parece o projeto do Barcelona vai neste sentido”, disse.

 

Aline Fernanda, Coordenadora do Curso de Fisioterapia, avaliou que para essa área específica, ambos os lados só têm a ganhar. “Para mim, como coordenadora, ter um espaço desses para levar o meu acadêmico para vivenciar o cotidiano de um grupo de atletas, é um laboratório excepcional. E é um campo da fisioterapia enorme a ser explorado”, pontuou antes de continuar: “e em contrapartida o clube terá o acompanhamento de profissionais e estagiários que irão ajudar muito aos atletas tanto na prevenção de atletas, mas também recuperação deles”, disse.   



Fonte: Folha do Sul
Autor: Assessoria Barcelona FC


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871