Visitas: 61585649 - Online: 145

Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2018

CLARETIANO
Rondocap

09/02/2018 12:07:39
      
PF volta a prender vilhenense que já havia “caído” com 360 kg de Cocaína; empresário de Cacoal lava dinheiro

Durante “Operação Cone Sul”, mais de 400 kg de cocaína foram apreendidos

O FOLHA DO SUL ON LINE obteve detalhes da “Operação Cone Sul”, deflagrada ontem pela Delegacia da Polícia Federal em Vilhena para combater o tráfico de drogas na região. Uma pessoa foi presa em cada  cidade: Vilhena, Cacoal, Anápolis (GO) e Campina Grande (PB). 

A ação da PF investiga uma organização com sede em Anápolis e  ramificações também em Rondônia. Daqui, a droga era remetida em grandes quantidades para outras regiões do Brasil. Durante o cumprimento dos mandados judiciais, a PF apreendeu cerca de 400 kg de cocaína.

EM VILHENA
O homem preso em Vilhena chama-se Kleber L.A.S., 41 anos, conhecido como “Neguinho”. Ele é o mesmo que, em 2015, foi preso transportando 360 kg de cocaína. Já cumprindo o regime semiaberto, voltou a ser preso porque a PF descobriu que ele fazia parte da organização criminosa que atuava no Cone Sul. Agora acusado de associação para o tráfico, Kleber, que havia feito a progressão no mês passado, retornará ao regime fechado.

EM ANÁPOLIS
Na cidade goiana, um homem de identidade não divulgada foi preso, mas o que seria o líder da quadrilha, Cícero da Silva, está foragido. Ele é, segundo a investigação, o dono do carregamento que era transportado por Neguinho 3 anos atrás.

EM CACOAL
Na cidade de Cacoal, foi preso um empresário que atuava no setor hoteleiro. Josuel da Silva, 64 anos, é apontado como o responsável pela lavagem de dinheiro para o traficante goiano.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2018. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2018
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871