Visitas: 55041667 - Online: 119

Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017

VALDOMIRO RODEIO
LEO





02/05/2009 10:30:58
      
PASTORE ALERTA PARA NOVA TRAGÉDIA

Em entrevista exclusiva concedida ao www.folhadosulonline.com.br manhã de hoje, o presidente da Agência Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron), Augustinho Pastore, alertou para a possível ocorrência de um sangrento conflito armado no Estado. De acordo com ele, a desocupação da Floresta Nacional de Bom Futuro, uma reserva ambiental na região de Buritis, pode resultar em nova tragédia agrária em Rondônia.

De acordo com Pastore, as cerca de 3 mil famílias que vivem na área há mais de duas décadas devem ser expulsas do local. A ordem para desocupar a reserva é do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que já estaria mobilizando a Força Nacional de Segurança para cumprir a determinação.

O presidente do Idaron diz que o governo do Estado já tentou todas as alternativas para evitar o confronto entre policiais e agricultores, que poderia resultar num massacre de proporções mais graves que o de Corumbiara, ocorrido em 95, quando morreram dez sem-terra e um soldado. “Já disponibilizamos uma outra área de terras para ser transformada em reserva e fazer a compensação ambiental, mas o [ministro] Minc, que parece estar mesmo é querendo aparecer na mídia, recusa a proposta”, desabafa Pastore.

O argumento do governo rondoniense para impedir a ação do Ministério do Meio Ambiente contra as famílias de posseiros de Bom Futuro é de que a desocupação não ajudará na recuperação da floresta. “Uma terra ocupada há mais de 20 anos e onde se criou gado e se fez lavouras, tão cedo não volta a ter cobertura de floresta nativa”, explica Pastore, argumentando que a melhor solução para o impasse seria mesmo a permuta por outro local, como quer o governo estadual.

Pastore acredita que, como “um mínimo de bom senso e vontade política o problema poderia ser resolvido”, já que as famílias já anunciaram a intenção de resistir à desocupação. As forças de segurança de Rondônia não participarão da eventual operação em Bom Futuro, que será executada pela Força Nacional de Segurança, a Polícia Federal e o Ibama. Ainda não há previsão para o início da desocupação, mas como já há determinação oficial neste sentido, há qualquer momento Rondônia poderá voltar a ser destaque em virtude da violência no campo.






teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871