Visitas: 57914152 - Online: 163

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017

CLARETIANO
JAURU






10/07/2009 16:05:39
      
TRATAMENTO REVOLUCIONÁRIO PROMETE CURAR DOENÇAS

No último final de semana, foi realizado em Vilhena, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Vilhena (Aciv), o curso avançado de uma técnica nova de estimulação neural. “Mãos sem fronteiras” é uma ciência desenvolvida por uma espanhola que, por meio do toque das mãos, promete curar doenças psicossomáticas e, até mesmo, crônicas. No curso, ocorrido entre as 14 e 18h de sábado e 8 e 13h de domingo, estiveram presentes cerca de 30 pessoas que, com a capacitação, poderão passar adiante os ensinamentos.

 

“Esse método é muito bom porque visa o equilíbrio físico, mental e emocional das pessoas. Os objetivos básicos do “Mãos sem fronteiras” são: buscar o equilíbrio do sistema nervoso, fortalecimento do sistema imunológico, purificação do sangue e controle da dor”, garante a instrutora Ângela Belloy. As aulas ministradas envolveram teoria e práticas complementares ao curso de nível básico realizado em março deste ano, também aqui em Vilhena.

 

“Somos todos voluntários. Nosso intuito é ajudar as pessoas com esse tratamento, que não deixa de ser uma filosofia de vida. Fazemos ajuda humanitária e auxiliamos pessoas que têm diversas doenças, de gripes a cânceres”, explica. Ângela diz não ter certeza sobre a forma como ocorrem as curas, mas assegura que os resultados são reais. “As sessões do tratamento duram, no máximo, 10 minutos por dia e, por meio do toque das mãos, acontece uma estimulação neural que colabora para o funcionamento do organismo”, arrisca. A professora diz, inclusive, que quando a gripe suína surgiu no cenário mundial foram adaptadas técnicas para o seu tratamento também.

 

A massoterapeuta Rosângela Goebel foi uma das alunas do curso e garante a eficácia do tratamento. “Mãos sem fronteiras é um presente que recebemos. Posso dizer que minhas expectativas foram superadas no que diz respeito aos resultados, que podem ser percebidos de imediato”, afirma.

 

 

HISTÓRIA DO TRATAMENTO - O “Mãos sem fronteiras” é um movimento sem vínculo religioso que surgiu na Espanha há 12 anos pelas mãos de uma mulher conhecida como La Jardinera. A entidade está presente em diversos continentes, como América do Norte, do Sul, Central e Europa, e em quase todas as capitais do Brasil e  algumas cidades do interior. O movimento ministra cursos para pessoas que querem ser multiplicadores da técnica. No Brasil, o primeiro curso foi realizado em 1999, na cidade de Curitiba, e contou com a presença de  apenas cinco alunos.

 

Não há manual ou livros que contenham as regras ou preceitos do “Mãos sem fronteiras”. O conhecimento é repassado oralmente entre os mais de 5 mil adeptos no Brasil. Em Vilhena pouco menos de 100 pessoas conhecem a técnica. O tratamento não tem nenhum vínculo filosófico, religioso ou ideológico e continua a ser praticado porque, segundo Ângela, as pessoas continuam tendo resultados satisfatórios. “Mas também não é uma varinha mágica que vai fazer milagres. O método é um tratamento complementar. Não deixamos de incentivar as pessoas a procurarem médicos”, esclarece.

 

NA FOTO – Anglea Belloy (à esquerda) com Nair Delaní, instrutoras do Mãos sem fronteiras.

 

 

 



Fonte: FS
Autor: Herbert Weil


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871