Visitas: 56624603 - Online: 118

Domingo, 19 de Novembro de 2017

CLARETIANO
LEO





10/11/2017 22:22:30
      
Ex-marido exige pensão de filhas e zeladora de Colorado do Oeste corre risco de ser presa mesmo sem dever

Mulher garante que não atrasou pagamento de alimentos

Uma moradora da cidade de Colorado do Oeste foi surpreendida nesta sexta-feira, 10, pela visita de um Oficial da Justiça com uma cobrança judicial de alimentos. A mulher foi intimada a realizar o pagamento em três dias, ou corre risco de ser presa.

No documento expedido pela justiça, a mulher é apontada como devedora de três meses de pensão alimentícia. Porém, segundo o site Cone Sul Acontece, que acompanha o caso, ela apresentou o comprovante dos dois pagamentos realizados, de outubro e novembro deste ano, e ainda de outros meses anteriores que ela tem em mãos. O veículo eletrônico, aliás, reproduziu os documentos bancários em sua reportagem sobre o curioso episódio.

A acusada não entende o porquê da ação do ex-marido, já que ela realiza, mesmo com dificuldades, os pagamentos periodicamente. Separada há mais de 15 anos, durante o litígio o ex-cônjuge ficou com a guarda de duas filhas menores, e requereu junto a justiça o pagamento de pensão alimentícia referente às meninas.

E.A.S trabalha como zeladora, ganha apenas um salário mínimo, e se diz inconformada com a situação. Ela luta na justiça para que o valor de R$ 282,00 seja reduzido, pois apesar de uma das filhas ter 17 anos, ela já é casada. A coloradense argumenta que não tem lógica pagar pensão alimentícia a uma pessoa que já tem filhos, tendo em vista que este valor não condiz com a realidade, sendo ela uma pessoa pobre.

Para a zeladora, o ex-marido está agindo de má fé, induzindo as filhas a tal ação. “Os pagamentos estão em dia, e mesmo assim ele insiste em tentar se aproveitar da situação. Além de ter que disponibilizar essas pensões, ainda preciso cuidar da minha mãe, vou atrás dos meus direitos, espero que se faça justiça e esse mandado judicial seja revisto, bem como o valor dessa pensão. Estou com medo de ser presa injustamente sem ter cometido um crime”, desabafou a mulher.

A reportagem do site Cone Sul Acontece informou que acompanhará o caso e noticiará o desfecho da história.



Fonte: Reprodução
Autor: Cone Sul Acontece


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Domingo, 19 de Novembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871